05out/15

Plasma rico em plaquetas (PRP) na reparação osteo-articularem pequenos animais – Revisão

RESUMO

O plasma rico em plaquetas (PRP) é uma terapia endógena, na qual fatores de crescimento (FC) derivados das plaquetas do próprio paciente são usados para estimular a regeneração óssea. Embora o PRP tenha se mostrado seguro e eficaz em diversas aplicações terapêuticas, na ortopedia veterinária seu uso é recente, necessitando de mais estudos controlados. Neste artigo são revisadas as bases científicas da atividade biológica do PRP e dos FC e a utilização destes componentes ricos em plaquetas na reparação osteo-articular em pequenos animais.
Palavras-chave: cães, fatores de crescimento, ortopedia.

ABSTRACT

Platelet-rich plasma (PRP) is an endogenous therapy, where growth factors (GF) derived from own patient’s platelets is used to stimulate bone regeneration. Although PRP has been shown safe and effective in various therapeutic applications, its use in veterinary orthopedics is recent, requiring more controlled studies. This article summarized the scientific basis of biological activity of the PRP and the GF and the use of platelet-rich components in osteoarticular repair in small animals.
Keywords: dogs, growth factors, orthopedics

05out/15

Tenectomia seguida por tenorrafia com uso de enxerto autógeno de tendão em cão com estiramento do tendão calcâneo: relato de caso

RESUMO

O estiramento é uma lesão que indica um grau de ruptura nas fibras do músculo, do tendão ou da junção miotendinosa. O tecido tendíneo tem como características a baixa vascularização, oxigenação e nutrição, possuindo assim, pouca capacidade de regeneração. Um tendão leva cerca de seis semanas para adquirir resistência suficiente para transmitir de forma efetiva a força gerada por seu músculo homônimo. Objetiva-se com este trabalho relatar o caso de uma paciente da espécie canina submetida à tenectomia seguida por tenorrafia com uso de enxerto autógeno do próprio tendão calcâneo estirado. A paciente teve o membro imobilizado com tala modificada de Robert Jones após o procedimento cirúrgico e voltou a deambular com angulação normal do membro após a retirada da tala. Concluiu-se, neste caso, que a correção do estiramento crônico do tendão pode ser efetuada, com bons resultados, por meio da tenectomia seguida de tenorrafia com a utilização de enxerto autólogo do próprio tendão associada a uma imobilização pós-operatória do membro por 60 dias com tala de Robert Jones modificada.
Palavras-chave: enxerto, estiramento, tendão, cão.

ABSTRACT

The stretch is an injury that indicates a degree of disruption in the muscle fibers, tendon or myotendinous junction. The tendon tissue is characterized by low blood supply, oxygenation and nutrition, which have little capacity for regeneration. A tendon takes about six weeks to acquire sufficient strength to effectively transmit the force generated by its homonymous muscle. This case report aims to show a canine patient submitted to tenectomy followed by tenorrhaphy using stretched autogenic calcaneus tendon. The patient was immobilized after surgery with modified Robert Jones bandage and returned to walk with normal angulation of the limb after removal of the splint. We conclude in this case that correction of chronic tendon stretching can be performed with good results by tenectomy followed by tenorrhaphy using autogenous tendon associated with a postoperative immobilization of the limb for 60 days with modified Robert Jones bandage.
Keywords: graft, stretching, tendon, dog.

20ago/15

A Sinfisiodese Púbica Juvenil como Alternativa no Tratamento da Displasia Coxofemoral Canina

RESUMO

A displasia coxofemoral canina é uma doença do desenvolvimento, grave e freqüente em cães de raças de grande e gigante porte, cuja complexa etiopatogenia dificulta o controle e exige a aplicação de técnicas diagnósticas precoces e precisas. Vários métodos terapêuticos têm sido desenvolvidos para interromper o progresso da afecção ou aliviar os sintomas de dor e incapacidade físico-funcional. Dentre os primeiros, a sinfisiodese púbica juvenil consiste de uma técnica cirúrgica, minimamente invasiva, que permite melhorar a cobertura acetabular e evitar o desenvolvimento da doença articular degenerativa em animais predispostos. Através da lesão da porção cranial da cartilagem de crescimento da sínfise púbica, pela utilização da pinça goiva e eletrobisturi, obtém-se correção bilateral das principais malformações articulares que acompanham a displasia coxofemoral. Esta técnica inovadora deve ser realizada antes dos quatro meses e meio de idade, para que sejam promovidas as modificações articulares necessárias à interrupção do progresso da afecção. Em decorrência disto, torna-se necessário a precisa orientação dos proprietários já nas primeiras consultas de aconselhamento e vacinas.
PALAVRAS-CHAVE: Sinfisiodese púbica; Displasia coxofemoral; Ortopedia; Cão.

ABSTRACT

The canine hip dysplasia is a development disease, serious and highly frequent in dogs of large and giant breeds. Its complex etiopathogeny makes it difficult to control and demands precocious and precise diagnosis techniques. A variety of therapeutic methods has been developed to interrupt the progress of this affection or to alleviate its symptoms of pain and physical-functionary incapacity. Amongst the first ones, the juvenile pubic symphysiodesis consists of a surgical technique, minimally invasive, which allows to improve the acetabular covering and to prevent the development of degenerative joint disease in animals with this predisposition. This innovative technique must be applied before the dog complete four months and half of age, in order to promote the necessary modifications to interrupt the progress of this affection. Due to this, it is necessary to provide a precise orientation to the owner, even in the first consultations and vaccines.
KEYWORDS: Pubic symphysiodesis; Hip dysplasia; Orthopedics; Dog.

20ago/15

Alterações Estruturais e no Tipo de Imobilização dos Membros Locomotores de Cães (Cannis familiaris) Utilizando o Aparelho de Thomas Modificado

RESUMO

Esse estudo objetivou descrever uma alteração na estrutura e no tipo de imobilização externa dos membros locomotores de cães, utilizando o aparelho de Thomas modificado como método auxiliar na redução de fraturas abertas, associado ou não a pinagem. A modificação constou da transformação da forma ovalada do aro original do aparelho para a forma de “sela”, permitindo melhor adaptação nas regiões dorsal, escapular e lombo-sacral, fixando-o ao mesmo tempo, nos dois membros de cada região. O aparelho foi testado em 80 cães portadores de diferentes fraturas nos membros locomotores. Avaliações radiográficas permitiram acompanhar a consolidação do calo ósseo. Nos animais do G-I, a muleta de Thomas foi removida entre 35 e 40 dias; nos animais do G-II, o aparelho foi retirado aos 25 dias e o pino intramedular aos 55 dias e naqueles do G-III, a remoção do pino intramedular foi efetuado aos 90 dias. A adaptação permitiu o uso do aparelho em machos, sem o comprometimento da genitália externa. Em 79 animais, independentemente do tipo de fratura, as mudanças propostas no aparelho de Thomas contribuíram para agilizar o restabelecimento dos pacientes.
PALAVRAS-CHAVE: Fratura; Cão; Imobilização; Fixação interna de fraturas/veterinária; Fixadores internos/veterinária.

ABSTRACT

This study aimed to describe an alteration in the structure and in the type of external immobilization of the locomotor members of animals, using the modified Thomas device as an auxiliary method in the reduction of open fractures associated or not to bone nails. The modification consisted of the transformation of the oval form of the original hoop of the device into a saddle form, allowing a better adaptation in dorsal, escapular and lombo-sacral regions, and fixing it, at the same time, bilaterally. The device was tested in 80 dogs bearing different fractures in the locomotor members. Radiographic evaluations allowed to follow the consolidation of the bone callus. In G-I, the Thomas device was removed between 35 and 40 days; in the animals of the G-II, the device was removed after 25 days and the intramolecular bolt after 55 days; and in those of the G-III, the removal of the intramedular bolt was done after 90days. The adaptation allowed the use of the device in males, withaout compromising their external genitalia. In 79 animals, independently of species and type of fracture, the changes proposed in Thomas device had contributed to hasten the reestablishment of patients.
KEYWORDS: Fractures; Dog; Immobilization; Fracture fixation, internal/veterinary; Internal fixators/veterinay.

03jul/15

Osteossíntese de corpo de ílio com placa bloqueada e estabilização de luxação sacroilíaca com parafuso compressivo – relato de caso

RESUMO

As fraturas de pelve causadas por acidentes automobilísticos possuem alta prevalência em cães e muitas técnicas cirúrgicas para sua correção já foram descritas. Objetivou-se descrever o caso de um canino da raça Poodle, fêmea, quatro anos, pesando 5 kg, com fratura de corpo de ílio e luxação sacroilíaca submetida ao tratamento cirúrgico com placa bloqueada e parafuso compressivo, respectivamente. Após dois dias do acidente automobilístico, a paciente foi atendida, radiografada e diagnosticada com fratura múltipla de pelve. A osteossíntese do corpo do ílio direito foi realizada com o uso de placa bloqueada e a luxação sacroíliaca esquerda foi corrigida com parafuso compressivo. A paciente foi avaliada clinicamente e radiograficamente durante a consolidação óssea que ocorreu aos 52 dias de pós-operatório. Conclui-se que no presente relato, as técnicas utilizadas apresentaram bons resultados com boa estabilização da fratura e luxação até a cicatrização óssea com rápido retorno funcional do membro.
Palavras-chave: cirurgia, fratura, ortopedia, pelve

ABSTRACT

Pelvic fractures caused by automobile accident have a high rate in dogs and have many surgical treatment options. The aim of this study was to describe the case of a female canine, four year Poodle, weighing five kilograms that was diagnosed with fracture of the iliac body and sacroiliac luxation and submitted to surgical treatment with locking plate and lag screw, respectively. After two days from the automobile accident, the patient was assisted, radiograph exams were required and multiple pelvic fracture with fracture of the right iliac body and left sacroiliac luxation was diagnosed. Osteosynthesis of the right iliac body with locking plate was performed for stabilization of the fracture and a lag screw was used to correct the left sacroiliac luxation. The patient was clinically and radiographically evaluated during the bone healing period, which ocurred 52 days after surgery. It was concluded, in this present case, that the techniques presented good results, with good stabilization of the fracture/luxation and rapid return to function and mobility.
Keywords: surgery, fracture, orthopedic, pelvis