20ago/15

Tumores Ósseos em Pequenos Animais

RESUMO

Os tumores ósseos são de ocorrência freqüente na clínica de pequenos animais. Dentre eles, podemos destacar o osteossarcoma, fibrossarcoma, hemangiossarcoma, tumor de células gigantes, lipossarcoma, linfoma, osteoma, mieloma múltiplo e condrossarcoma. O osteossarcoma é a principal condição neoplásica que afeta os ossos, tanto do esqueleto apendicular quanto do axial, e ocorre tipicamente em cães de raças de grande porte. O presente trabalho objetiva discorrer a respeito das principais neoplasias ósseas observadas, principalmente em cães e gatos.
PALAVRAS-CHAVE: Pequenos animais; Osso; Neoplasias ósseas/veterinária.

ABSTRACT

Bone tumors are frequently observed in the small animal practices, and among them one can point the osteosarcoma, fibrosarcoma, hemangiosarcoma, giant cells tumor, liposarcoma, linfoma, osteoma, multiple myeloma and chondrosarcoma. Osteosarcoma is the major neoplastic condition affecting the bones of the apendicular or axial skeleton, and occurs more frequently in giant breeds. This article intends to review the most common neoplasias affecting dogs and cats.
KEYWORDS: Small animals; Bone neoplasms/veterinary.

20ago/15

Carcinoma de Células Escamosas do Plano Nasal em Felinos: Por Que Optar pelo Tratamento Cirúrgico?

RESUMO

A maioria das neoplasias do trato respiratório superior é maligna em gatos. O carcinoma de células escamosas é a neoplasia cutânea mais comum em felinos. O objetivo do tratamento cirúrgico é ressecar a neoplasia com ampla margem de segurança, bem como obter tecidos para realização de exame histopatológico. Os sinais clínicos apresentados pelos gatos acometidos podem mimetizar infecções crônicas do trato respiratório, sendo importante o diagnóstico diferencial. O objetivo desta revisão é demonstrar a simplicidade e as vantagens do procedimento cirúrgico de resseção bilateral do plano nasal, no tratamento das lesões causadas pelo carcinoma de células escamosas do plano nasal em felinos.
PALAVRAS-CHAVE: Neoplasias de células escamosas/veterinária; Neoplasias nasais/cirurgia; Felinos.

ABSTRACT

Tumors of the respiratory system in cats are usually malignant. Squamous cell carcinoma is the most common skin cancer in cats. The aim of the surgical treatment is to perform a complete excision, and to determinate the histological type of disease. Clinical signs are similar to chronic respiratory diseases, and it is important to obtain the differential diagnosis. The aims of this review are to show the simplicity and the advantages of the surgical excision of the nasal planum as a treatment of squamous cell carcinoma in cats.
KEYWORDS: Neoplasms, squamous cell/veterinary; Nose neoplasms/surgery; Feline.

03jul/15

Hemangioma primário de córnea: relato de caso

RESUMO

Foi atendido um cão, fêmea, sem raça definida, de 8 anos de idade, com histórico de um tecido avermelhado na superfície do olho esquerdo (OE) com evolução de aproximadamente 1 mês. Ao exame oftálmico não foram observadas outras alterações oculares, exceto a presença da massa, ocupando grande parte da superfície corneana e discreta secreção mucosa. Foi instituída terapia tópica à base de dexametasona sem melhora clínica. Com base nos achados, a suspeita diagnóstica foi de neoplasia corneana sendo realizada ceratectomia lamelar superficial. No pós-operatório, observou-se vascularização leve e opacidade corneana, com visão preservada. O exame histopatológico confirmou o diagnóstico de neoplasia vascular benigna compatível com hemangioma. Houve recidiva após 12 meses e nova cirurgia foi realizada com sucesso. O hemangioma primário de córnea é uma neoplasia rara, e deve ser considerado como diagnóstico diferencial de alterações corneanas não responsivas a tratamento clínico. O caso está sendo acompanhado e não houve recidiva até o presente momento.
Palavras-chave: cão, córnea, neoplasia, hemangioma, ceratectomia

ABSTRACT

An 8-year-old dog, female, mixed breed, was presented for evaluation of a reddish tissue on the surface of the left eye (OS) that had been growing for about 1 month. Ophthalmic examination showed no ocular abnormalities, except for the presence of the mass, affecting much of the corneal surface and discrete mucous discharge. Was instituted topical dexamethasone therapy without clinical improvement. . Based on the clinical findings, a diagnosis of corneal neoplasia was suspected. Superficial lamellar keratectomy was performed. Postoperatively, mild corneal opacity and vascularization were noticed, with no visual impairment. Histopathological examination confirmed the diagnosis of benign vascular neoplasm compatible with hemangioma. The neoplasia recurred after 12 months and another surgery was successfully performed. Primary hemangioma of the cornea is a rare neoplasm, and should be considered as differential corneal alterations do not respond to medical treatment. The case is being followed and there was no recurrence to date.
Keywords: dog, cornea, neoplasia, hemangioma, keratectomy

03jul/15

Hemangiossarcoma primário conjuntivo-esclero-corneano em um felino: relato de caso

RESUMO

O hemangiossarcoma é uma neoplasia maligna, altamente agressiva e incomum em gatos. Possui característica superficial, porém pode recidivar após excisão cirúrgica. No presente artigo, relata-se o caso de um gato siamês macho, de oito anos de idade apresentando hemangiossarcoma primário conjuntivo-esclero-corneano no olho esquerdo, diagnosticado por meio de exame histopatológico. A lesão teve evolução rápida e o tratamento de escolha foi a exenteração do bulbo ocular. Foram realizadas radiografias de tórax e ultrassonografia abdominal para descartar foco primário da neoplasia, onde se constatou que a neoplasia ocular era de origem primária. O animal foi reavaliado 18 meses após a cirurgia e não foram detectadas metástases. Pode-se concluir que a exenteração foi um método eficaz no tratamento da neoplasia sem recidiva até o presente momento.
Palavras-chave: hemangiossarcoma, gato, exenteração, exame histopatológico

ABSTRACT

Hemangiosarcoma is a malignant neoplasm, highly aggressive and uncommon in cats. It has characteristic surface, but may recur after a surgical excision. This article reports the case of a male Siamese cat, eight years old, presenting a primary hemangiosarcoma conjunctival-corneal-scleral in the left eye, diagnosed by histopathology. The lesion had rapid evolution and treatment of choice was exenteration. Were performed chest radiographs and abdominal ultrasound to rule out primary focus of neoplasia, where it was found that the ocular neoplasia was of primary origin. The animal was reavaluted 18 months after surgery and was not detected metastasis. It can be concluded that exenteration was effective in the treatment of neoplasia.
Keywords: hemangiosarcoma, cat, exenteration, histopathology

03jul/15

Medidas de Proteção em Quimioterapia Antineoplásica

RESUMO

Considerando-se a crescente incidência de câncer em animais e, conseqüentemente, um maior número de pacientes submetidos à quimioterapia antineoplásica, essa revisão visa a fornecer subsídios para que os Médicos Veterinários se conscientizem sobre a quimiotoxicidade de ordem ocupacional e também sobre a necessidade de se adotarem medidas de proteção. As principais complicações de natureza ocupacional estão associadas a anormalidades cromossômicas, a alterações hematológicas, a lesões hepáticas e a maior incidência de deformidades e abortos. Paradoxalmente, os fármacos antiblásticos também podem ser carcinogênicos, pois foi observado o desenvolvimento de um segundo tumor em pacientes submetidos à quimioterapia. Visando à proteção ambiental e pessoal nas unidades de preparação e administração de quimioterápicos, o Instituto Nacional do Câncer, nos Estados Unidos, em 1975, estabeleceu diretrizes para a manipulação segura dos agentes antiblásticos. As normas de segurança estabelecidas são relacionadas com o armazenamento, preparação e administração dos agentes antiblásticos, com a manipulação do material envolvido nas aplicações e o manuseio do paciente, prevenindo-se assim a contaminação ambiental e, conseqüentemente, das pessoas que freqüentam esses locais. De acordo com as recomendações estabelecidas, os cuidados envolvem as várias etapas da administração do fármaco, orientando desde o local de armazenamento até o destino correto dos resíduos. Considerando o crescente número de animais tratados com fármacos antiblásticos e o fato de que a quimiotoxicidade possa ser dose-dependente, conclui-se sobre a necessidade de prevenir os efeitos deletérios dos antineoplásicos, pois a falta de medidas profiláticas pode acarretar prejuízos incalculáveis e irreparáveis, como mutagenicidade, teratogenicidade e carcinogenicidade de natureza ocupacional.
PALAVRAS-CHAVE: Quimioterapia/toxidade; Neoplasias/veterinária; Cão; Gato.

ABSTRACT

Considering the increase of the number of animals with cancer, and consequently the higher incidence of patients submitted to chemotherapy, this revision intends to provide orientation, so veterinarians become aware about chemotoxicity and the necessity to adopt safety measures. The main occupational complications are related to chromosomal abnormalities, hematologic alterations, hepatic lesions and a higher incidence of fetal deformities and abortions. Paradoxically, the chemotherapeutic drugs can also be carcinogenic, since the development of a second tumor was observed in patients submitted to chemotherapy. Setting the environmental and personal protection in the preparation and administration units of chemotherapy, the National Institute of Cancer, in the United States, in 1975, established guidelines for the manipulation holds of antiblastic agents. The established safety rules are associated with the storage, preparation and administration of the antiblastics agents; with the manipulation of the material involved in the applications and the patient’s handling, preventing the environmental contamination and, consequently, the people who access those places. According to the established orientations, the cares involve several stages of drugs administration, from storage to the correct destination of residues. Considering the increasing number of animals treated with chemotherapeutic drugs and the fact that the chemotoxicity can be dose-dependent phenomenon, it is concluded about the need of preventing the harmful effects of chemotherapy, since the lack of safety measures can cause incalculable and irreparable damages, such as mutagenicity, teratogenicity and carcinogenicity.
KEYWORDS: Drug therapy/toxicity; Neoplasms/veterinary; Dog; Cat.