05out/15

Estudo casuístico retrospectivo de neoformações primárias esplênicas

RESUMO

O baço é alvo de inúmeras afecções não neoplásicas e neoplásicas. O hemangiossarcoma corresponde a um das proliferações neoplásicas esplênicas mais frequentes. Esse possui origem vascular endotelial e alto potencial metastático. Todas as afecções do baço provocam uma esplenomegalia perceptível ao exame físico (por palpação) ou por ultrassonografia abdominal. O objetivo do presente trabalho foi verificar a incidência, na espécie canina, do hemangiossarcoma dentre todas as lesões esplênicas da rotina clínico-cirúrgica de um hospital veterinário universitário. Foram colhidos, durante os anos de 2005 a 2011, dados de 45 caninos portadores de neoformações esplênicas, a partir de prontuários oriundos do Hospital Veterinário Anhembi Morumbi (São Paulo, SP). Considerou-se o tipo histológico de cada proliferação. Para os animais acometidos por hemangiossarcoma, também se obtiveram informações relacionadas à raça, idade e sexo. O estudo observou que as lesões não neoplásicas compreenderam 64,4% dos casos, com maior frequência para as hiperplasias nodulares (31,1%) e alterações circulatórias (24,4%), como congestão, hematoma e hemorragia. As neoplasias esplênicas demonstraram uma frequência de 35,6%, sendo 69,23% dessas equivalentes a hemangiossarcomas. O perfil epidemiológico usual do paciente acometido por tal afecção correspondeu a animais de raça de grande porte, idade de nove anos, porém sem predisposição sexual. Com o presente trabalho pode-se concluir que os hemangiossarcomas são as afecções neoplásicas esplênicas mais comuns na espécie canina, precedida, somente, pelas hiperplasias nodulares demonstrando a importância no diagnóstico diferencial em relação a tratamento e prognóstico.
Palavras-chave: esplenopatias, neoplasias esplênicas, endotélio vascular, Canis familiaris.

ABSTRACT

The spleen is the subject of numer+ous non-neoplastic and neoplastic diseases. The hemangiosarcoma corresponds to a proliferation of neoplastic splenic more frequent. This has vascular endothelial and high metastatic potential. All the conditions cause a spleen noticeable splenomegaly on physical examination (by palpation) or abdominal ultrasonography. The objective of this study was determine the incidence, in dogs, hemangiosarcoma among the all splenic injuries from routine clinical and surgical hospital veterinary college. Were collected during the years 2005 to 2011, data from 45 patients with canine splenic neoformation, the from records from the Veterinary Hospital Anhembi Morumbi (Sao Paulo, SP). We considered the histological type of each spread. For those animals afflicted with hemangiosarcoma, also obtained information related to race, age and sex. The study noted that non-neoplastic lesions comprised 64,4% of cases, more often for nodular hyperplasia (31,1%) and circulatory disorders (24,4%), as congestion, bruising and bleeding. Splenic neoplasms showed a frequency of 35,6% and 69,23% of the equivalent hemangiosarcomas. The usual epidemiological profile of the affected patient on such pathology corresponded to animals of large breed, age nine years, but no sexual predisposition. The present work it can be concluded that are neoplastic hemangiosarcomas splenic more common in dogs, preceded only by the nodular hyperplasia demonstrating the importance in the diagnosis differential in relation to treatment and prognosis.
Keywords: Splenic disorders, splenic neoplasms, vascular endothelium, Canis familiaris.

02set/15

Avaliação da morfologia espermática de cães submetidos à administração de cisplatina

RESUMO

A cisplatina, quimioterápico antineoplásico selecionado para o estudo em questão, é um fármaco utilizado em Medicina Veterinária como adjuvante ao tratamento de osteossarcomas, linfomas e alguns carcinomas. O presente trabalho objetivou avaliar os efeitos deste quimioterápico sobre a morfologia espermática de cães através do método de lâmina corada, mensurando os defeitos maiores, menores e totais. Em Medicina Veterinária são escassos os estudos sobre a atuação dos fármacos antineoplásicos no sistema reprodutivo, sendo mais raras ainda as pesquisas específicas com a cisplatina. A dose utilizada foi de 70 mg/m² (dose terapêutica), intravenosa, em intervalos de 21 dias, totalizando 4 sessões. Os cães foram divididos em dois grupos de 4 animais cada, sendo que um dos grupos recebeu a quimioterapia e o protocolo de diurese para proteção renal, já o grupo controle não recebeu a cisplatina, estando sujeito apenas aos fatores ambientais. Os resultados obtidos demonstraram que a cisplatina influenciou na qualidade espermática de cães, pois elevou as patologias maiores e totais acima do aceitável para cães aptos a reprodução.
Palavras-chave: Sêmen, espermograma, cisplatina, cão.

ABSTRACT

The chemotherapy agent cisplatin used in the present study is a common drug used as an adjuvant in veterinary medicine for the management of osteossarcomas and some carcinomas. The present study aimed to evaluate the effects of cisplatin upon spermatic morphology of dogs through the karra`s modified method (Karras stained smears). Researches concerning about how antineoplastic agents act in the reproductive tract are sparse in veterinary medicine; yet more rare are specific studies about cisplatin in this field. 70 mg/m2, with 21 days interval totalizing 4 infusions were given intravenously. Two groups were formed with four dogs in each, and one group received the chemotherapy and the diuresis protocol, while the controls did not receive cisplatin and were exposed only to environmental factors. Results showed that cisplatin play a role in the spermatic quality of dogs, as major and total defects were above the level of acceptance for dogs used in breeding programs.
Keywords: Semen, sperm analysis, cisplatin, dog.

02set/15

Biologia tumoral no cão: Uma revisão

RESUMO

A oncologia é uma área em plena expansão na clínica de pequenos animais, e anualmente, milhares de cães são diagnosticados com os mais diferentes tipos de neoplasmas. A biologia tumoral, uma das partes mais complexas do estudo dos tumores, permite estabelecer a relação de parâmetros que levaram ao aparecimento e desenvolvimento do câncer. Esta área também fornece subsídios para compreender as respostas do neoplasma frente ao tratamento quimioterápico e a interação que há entre o câncer e o hospedeiro. Esta revisão objetivou abordar os aspectos comuns relacionados à biologia dos diferentes tipos de tumores caninos, desde a carcinogênese, ciclo celular, cinética, oncogenes, relação entre células normais e células do neoplasma. Também explana sobre resposta celular aos quimioterápicos e resistência múltipla a drogas, comportamento do tumor e morte celular. O conhecimento sobre a biologia tumoral possibilitará ao clínico de pequenos animais uma melhor abordagem e manejo do cão portador de neoplasia, e por consequência, melhores chances de sucesso no tratamento instituído.
Palavras-chave: canino,ciclo celular,neoplasma, quimioterapia.

ABSTRACT

Oncology is an in full expansion are ain the small animal clinic, and each year thousands of dogs are diagnosed with the most different types of tumors. Tumor biology, one of the most complex parts of tumors study, allows establishing the relationship of parameters which led to the emergence and development of cancer. This topicalso provides subsidies to understand the relationship between the neoplasm and chemotherapy and the interaction between cancer and host. This review aims to discuss the common issues related to the biology of different types of canine tumors, since the carcinogenesis, cell cycle kinetics, oncogenes, the relationship between normal cells and tumor cells, cellular response to chemotherapeutic agents and resistance to multiple drugs, tumor behavior and cell death. The knowledge of tumor biology will allow the small animal clinician to a better approach and management of the dog which neoplasm and, therefore, better chances of success in treatment.
Keywords: canine, cellular cycle, neoplasm, chemotherapy.

02set/15

Metástases cutâneas de tumor venéreo transmissível canino – Relato de caso

RESUMO

O tumor venéreo transmissível (TVT) é uma patologia cosmopolita devido à sua fácil transmissão. Também conhecido como Sarcoma de Sticker, tumor venéreo contagioso, granuloma venéreo, condiloma canino, linfossarcoma transmissível ou tumor de Sticker, o TVT tem um baixo potencial metastático, sendo por isso mais facilmente combatido.O objetivo do trabalho foi relatar o tratamento bem sucedido de um caso de TVT com o quimioterápico sulfato de vincristina, em um canino do sexo masculino de 1 ano de idade, que apresentava metástases cutâneas e lesões primárias na mucosa prepucial e na glande. Este relato evidencia este tipo de metástase tumoral, cuja incidência é pouco frequente, e as significativas variações do hemograma, como também a eficácia do tratamento com sulfato de vincristina para as lesões extragenitais.
Palavras-chave: Tumor venéreo transmissível, pele, cão, metástases, sulfato de vincristina.

ABSTRACT

Transmissible venereal tumor (TVT) is a worldwide pathology, due to its easy transmission. Also known as Sticker’s sarcoma, contagious venereal tumor, granuloma venereal, condyloma canine transmissible lymphosarcoma or Sticker’s tumor, the TVT has low metastatic potential and is therefore more easily tackled. This work aims to report a successful treatment of TVT with vincristine sulfate, in a male dog, aged one year, which showed TVT metastasis in the skin and additionally preputial and gland lesions. Despite the low reported frequency, this report emphasizes the metastatic potential of this type of tumor, significant hematological changes, and efficacy of treatment with vincristine sulfate for extra genital lesions.
Keywords: Canine transmissible venereal tumor, dog, metastasis, vincristine sulfate.

20ago/15

Walking Suture Modificada para a Reconstituição de Amplos Defeitos de Pele após Mastectomias em 86 Fêmeas Caninas

RESUMO

Este trabalho tem como propósito descrever os resultados obtidos com walking suture modificada empregada em cães para a reconstituição de pele com grandes defeitos secundários às mastectomias. Foram efetuadas duas alterações, sendo que a 1ª constou de substituição da sutura interrompida simples pelo padrão Sultan. A segunda modificação foi a dupla inclusão das fáscias musculares, reduzindo o tamanho da ferida a ser reconstituída. Com o padrão de sutura modificado, obteve-se redução de 38% no tempo médio de intervenção cirúrgica – fato importante, principalmente quando se trata de pacientes geriátricos, os quais são mais freqüentemente acometidos por afecções neoplásicas. Com as duas modificações propostas, obteve-se redução do “espaço morto” e mobilização da pele para reduzir o defeito. Nos pacientes com grandes e múltiplos tumores envolvendo a região inguinal, constatou-se isquemia secundária às suturas empregadas sob tensão. Quando aplicou-se a walking suture em 26 animais, observou-se que em oito pacientes (30,7%) ocorreu deiscência parcial da sutura interrompida simples de pele, em aproximadamente um quinto da ferida, na região inguinal. No padrão de sutura modificado empregado em 86 pacientes, constatou-se em apenas 12 animais (13,9%) o mesmo tipo de complicação cicatricial. Com estes resultados, pode-se concluir que a walking suture modificada é mais uma opção para síntese cirúrgica de feridas com grandes perdas de pele como ocorre após as
extensas mastectomias.
PALAVRAS-CHAVE: Neoplasia; Mastectomia; Sutura de pele; Walking suture modificada; Cães.

ABSTRACT

This work aims to describe the results obtained with modified “walking sutures” in dogs, for skin reconstruction of great defects caused by mastectomies. Two alterations were made. The first consisted of substitution of the simple interrupted suture for the suture of Sultan. The second alteration was the double inclusion of the muscular fascias, reducing the size of the wound to be reconstituted. With the modified suture, it was obtained reduction of 38% in the surgical time median, important for elderly patients, which are more frequently affected by neoplasm affections. These two suture modifications allowed reduction of the dead space and skin mobilization to diminish the defect. In the patients with great and multiple tumors involving the inguinal area, secondary ischemia was verified when sutures were applied under tension. When walking sutures were used in 26 animals, it was observed partial dehiscence on simple interrupted suture of skin in 8 patients (30,7%), in approximately 1/5 of the wound, in the inguinal area. In the suture modified, applied in 86 patients, it was verified in only 12 animals (13,9%) the same cicatricial complication. With these results, it can be concluded that the modified walking suture is an additional option for surgical synthesis of big skin defects as it happens after extensive mastectomies.
KEYWORDS: Neoplasm; Mastectomy; Skin suture; Modified walking sutures; Dogs.