20ago/15

Enucleação Transpalpebral em Ema (Rhea americana): Relato de Caso

RESUMO

É descrito um caso de enucleação transpalpebral em uma ema (Rhea americana) macho adulto, com histórico de traumatismo ocular ocasionado por disputa de território entre dois machos. Os sinais clínicos notados no olho direito foram edema das bordas palpebrais superior e inferior com secreção purulenta e córnea apresentando opacidade total, com tecido cicatricial proeminente de coloração âmbar. Optou-se pela enucleação transpalpebral. A técnica utilizada teve êxito, pois notou-se cicatrização total da ferida, na qual não há secreções.
PALAVRAS-CHAVE: Ema; Enucleação ocular/veterinária; Traumatismos oculares/veterinária.

ABSTRACT

A clinical case of transpalpebral enucleation in an adult male rhea (Rhea Americana) is described. The rhea had a history of ocular traumatism resulting of a fight for territory with another male. The clinical signs observed in the right eye were edema of superior and inferior eyelid borders with purulent secretions. The cornea presented total opaqueness with a protuberant cicatricial tissue of amber color. The chosen procedure was the transpalpebral enucleation. The technique was successful for there was total cicatrization of the wound, from which no secretions were present.
KEYWORDS: Rhea; Eye enucleation/veterinary; Eye injuries/veterinary.

03jul/15

Considerações sobre a formação da membrana fibrovascular na avaliação histopatológica de bulbos oculares de cães

RESUMO

A membrana fibrovascular, formada por fibroblastos, matriz extracelular, colágeno, mucina e vasos sanguíneos, é um achado histológico comum nos bulbos oculares dos animais domésticos. Essa estrutura, em cães, é uma sequela comum de diversas doenças intraoculares, como descolamento de retina, neoplasmas intraoculares, glaucoma crônico, endoftalmite, úlceras corneanas graves e trauma ocular. O processo para sua formação ainda não foi totalmente elucidado, mas presume-se que estejam envolvidos fatores angiogênicos liberados em resposta a lesões, e o fator de crescimento do endotélio vascular (FCEV), devido a sua capacidade de indução angiogênica. Este artigo objetiva elucidar para os clínicos veterinários a importância da membrana fibrovascular em cães, discorrendo sobre as principais enfermidades que possam estar envolvidas em sua formação. São apresentados eventos histológicos observados no Laboratório de Oftalmologia Comparada (LABOCO) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) entre maio de 2010 e novembro de 2013. Numa casuística de 100 bulbos oculares inteiros provenientes de cães, submetidos a exame histopatológico, 69 apresentavam proliferação de MFV. De forma complementar, também são mencionados alguns dados da casuística geral do LABOCO, com dados coligidos a partir de 2008.
Palavras-chave: olho, oftalmologia, patologia, histopatologia

ABSTRACT

The fibrovascular membrane (FVM), composed of fibroblasts, extracellular matrix, collagen, mucin and blood vessels, is a common histological finding in eyeballs of domestic animals. In dogs, this structure is a common sequel of many intraocular diseases, such as retinal detachment, intraocular neoplasms, chronic glaucoma, endophthalmitis, severe corneal ulcers and ocular trauma. The process for its formation has not been fully elucidated, but it is assumed the involvement of angiogenic factors released in response to injury and the vascular endothelial growth factor (FCEV), due to its ability to induce angiogenesis. This article aims to elucidate to the veterinary practitioners the importance of fibrovascular membrane in dogs, discussing the main diseases that may be involved in its formation. Histological features of FVM observed in the Laboratory of Comparative Ophthalmology (LABOCO) of the Federal University of Paraná (UFPR), from May 2010 to November 2013 are reported here. In a series of 100 eyeballs submitted to histopathological analysis, 69 presented FVM proliferation. Additionally data from the general LABOCO´s caseload, collected since 2008, was also mentioned.
Keywords: eye, ophthalmology, pathology, histopathology

03jul/15

Tratamento da Obstrução das Vias Lacrimais em Cães por Meio da Dacriocistorinostomia

RESUMO

A epífora é uma ocorrência muito comum na clínica de animais de companhia e pode ser caracterizada por um extravasamento da lágrima pela região subocular, causando conjuntivites recorrentes, blefarites, dermatites, fístulas e pigmentação do pêlo. Ela pode ser causada por anomalias congênitas ou adquiridas que provoquem, em algum nível, um estreitamento ou obstrução do sistema excretor lacrimal. O presente trabalho tem como objetivo relatar uma técnica de dacriocistorinostomia em cães e os resultados obtidos com ela no tratamento de doze cães com obstrução das vias excretoras da lágrima.
PALAVRAS-CHAVE: Doenças do aparelho lacrimal/veterinária; Cães; Dacriocistorinostomia.

ABSTRACT

Epiphora is a very common occurrence on the companion animals’ veterinary practice and can be characterized by an overflow of tears on the medial cantus of the eye causing recurrent conjunctivitis, blepharitis, dermatitis, fistulae and hair staining. It can be caused by congenital or acquired anomalies, which promote a stricture or obstruction in any level of the lacrimal excretor apparatus. The present article has the objective of describing a technique of dacryocystorhinostomy in dogs and the results on treating twelve animals with obstruction of the excretory lacrimal system.
KEYWORDS: Lacrimal apparatus diseases/veterinary; Dogs; Dacryocystorhinostomy.