05out/15

Dermatofilose em filhote de jaguatirica (Leopardus pardalis)

RESUMO

O Dermatophilus congolensis é caracterizado como uma bactéria actinomiceta Gram positiva e pode provocar infecção cutânea em inúmeras espécies animais. A infecção caracteriza-se por uma dermatite crostosa superficial, sendo conhecida como Dermatofilose. Os animais assintomáticos são considerados
reservatórios primários da doença. Um filhote de Jaguatirica (família Felidae) foi encaminhado à clínica veterinária Bichos & Cia, Araguaína – TO, no dia 24/04/2009, após ter sido apreendido pela polícia ambiental na cidade de Colinas – TO. O animal, macho e com 0,900Kg, apresentava no pescoço e na extremidade dos membros torácicos com áreas alopécicas e crostosas, sugestivas de lesões por Dermatophyllus congolensis. Além disso, apresentava prurido intenso. Para o diagnóstico da dermatofilose foram coletadas crostas e pelos das áreas afetadas. As crostas foram maceradas e misturadas a gotas de água destilada estéril sobre uma lâmina, depois de umedecidas foram distribuídas homogeneamente por toda lâmina. Este material foi seco ao ar, fixado por três minutos em álcool metílico e corado por 30 minutos com corante de Giemsa. Nestas lâminas foram observadas estruturas basofílicas filamentosas morfologicamente compatíveis com Dermatophilus congolensis. O animal foi tratado
com clorexidine xampu, uma vez por semana durante um mês. A jaguatirica foi encaminhada a uma chácara após vermifugação e vacinação. Esta foi mantida em ambiente aberto e gramado, com disponibilidade a luz solar até a sua completa reabilitação. Este é o primeiro relato de um caso de Dermatofilose em jaguatirica no Brasil.
Palavras-chave: Dermatophilus congolensis, doença infecciosa, animal silvestre

ABSTRACT

Dermatophilus congolensis is a Gram positive, actinomycete bacteria that may cause skin infection in several animal species. The infection is characterized by a crusted superficial dermatitis, known as Dermatophylosis. The asymptomatic animals are considered the primary resevoirs of the disease. A cub ocelot (Felidae family) was sent to the Bichos & Cia Veterinary Clinic in Araguaína City, in the State of Tocantins, on 04.24.2009, after being apprehended by environmental Police in Colinas City in the State of Tocantins. It was a male weighting 0.900 kg, with crusted and alopecia areas on the neck and feet. The lesions suggest Dermatophylus congolensis. For the diagnosis of the Dermatophylosis, crusts and fur were collected from the affected areas. The crusts were blended with drops of sterile distilled water on a lamine, after moistened it was evenly distributed throughout the lamine. This material dried naturally, fixed for 30 minutes in methyl alcohol and stained with Giemsa technic. In these lamine were observed basophilic filamentous structures morphologically conconsistent with D. congolensis. The animal war treated with chlorhexidine shampoo once a week for a month. The ocelot was sent to a farm after being treated from parasites and vaccinated. It was kept in an open and grassy place for its rehabilitation. This is the first case report of Dermatophylosis in ocelots in Brazil.
Keywords: Dermatophilus congolensis, infectious diseases, wild animal

05out/15

Eficácia da cefovecina e da cefalexina no tratamento de cães com piodermite

RESUMO

A piodermite é uma das causas mais comuns das doenças de pele em cães, sendo que o Staphylococcus pseudointermedius está envolvido em aproximadamente 90% dos casos. As Cefalosporinas são frequentemente utilizadas no tratamento das piodermites. A eficácia do uso da Cefovecina (Cefalosporina de Terceira Geração) e da Cefalexina (Cefalosporina de Primeira Geração) em cães com piodermite foi avaliada nesta revisão bibliográfica quanto aos aspectos farmacodinâmicos e farmacocinéticos, espectro de ação antimicrobiano, efeitos adversos e eficácia do tratamento. Farmacologicamente, ambos os fármacos são absorvidos e distribuídos de forma eficiente e rápida, são antimicrobianos dependentes de tempo, porém diferem significativamente nos valores meia-vida plasmática, o que explica o fato da administração com intervalo de 12 horas para a Cefalexina e de 14 dias para a Cefovecina. O espectro de ação antimicrobiano de ambos os fármacos são semelhantes, sendo efetivos contra as principais bactérias envolvidas em piodermites, principalmente para o Staphylococcus pseudointermedius. Os efeitos adversos da administração da Cefalexina por via oral relacionados a vômitos e diarréias podem ser um fator limitante na escolha deste fármaco, sendo a Cefovecina uma opção terapêutica favorável devido a sua administração por via subcutânea. A eficácia no tratamento de piodermites, de acordo com este levantamento bibliográfico, revelou que o sucesso terapêutico foi superior a 90%tanto com o uso da Cefalexina, quanto com o uso da Cefovecina. Conclui-se que o uso das cefalosporinas deve ser recomendado para o tratamento das piodermites em cães e o desenvolvimento de novas gerações de antimicrobianos oferece ao clínico uma opção terapêutica importante no combate às doenças bacterianas de pele dos animais.
Palavras-chave: piodermite, cefalexina, cefovecina, cães

ABSTRACT

Pyoderma is one of the most common causes of skin diseases in dogs, being that the Staphylococcus pseudointermedius involved in approximately 90% of the cases. The Cephalosporin group frequently is used to treatment of pyoderma. The efficacy of Cefovecin (third-generation cephalosporin) and Cephalexin (first-generation cephalosporin) in dogs with pyoderma was evaluated in this bibliographical revision in relation of pharmacokinetic and pharmacodynamic aspects, adverse effects, antimicrobials spectrum action and effect of the treatment. Pharmacologically, both drugs are absorbed and distributed in efficient and fast way, they are antimicrobials time-dependent, however they differ significantly in relation of half-life plasmatic values, what explains the fact of the administration with interval of 12 hours for Cephalexin and 14 days for the Cefovecin. The antimicrobials action specter of both drugs is very similar, being effective against the main bacteria involved in pyoderma, mainly for the Staphylococcus pseudointermedius. The adverse effects of the oral cephalexin administration related with vomits and diarrhea can be a limitation in the choice of this drug, being the Cefovecin a favorable therapeutic option in order its subcutaneous administration. The efficacy in the pyoderma treatment, in accordance with the bibliographical research, disclosed that therapeutic success was higher than 90% as in cephalexin as cefovecin use. In conclusion, the use of the cephalosporins must be recommended for the pyoderma treatment in dogs and the development of new antimicrobials generations offers to the veterinarian an important therapeutic option in the treatment to the skin disease of the animals.
Keywords: pyoderma, cephalexin, cefovecin, dogs

02set/15

Análise de métodos de diagnóstico para leishmaniose visceral canina a partir de levantamento de casos atendidos em uma clínica veterinária na cidade de Belo Horizonte, MG

RESUMO

A leishmaniose visceral canina (LVC), causada pelo protozoário Leishmania infantum, é rotineiramente diagnosticada nas clínicas veterinárias por métodos sorológicos. Métodos auxiliares de diagnóstico têm sido utilizados em associação a sorologia. Neste estudo, foi realizado levantamento dos métodos parasitológicos para o diagnóstico da LVC utilizados em uma clínica veterinária.No período de 2005 a 2009 foram identificados 214 cães submetidos à sorologia. O diagnóstico foi complementado com exames de citologia de medula óssea ou linfonodo poplíteo e imuno-histoquímica de biópsia de pele da orelha. Os dados foram avaliados pelos métodos Kappa e Teste Exato de Fisher. Os resultados indicaram que a citologia conjunta de medula óssea e linfonodo poplíteo é mais eficaz que a IHQ de biópsia de pele da orelha na identificação de formas amastigotas de Leishmania sp.
Palavras-chave: Leishmania sp.,citologia, imuno-histoquímica, linfonodo, medula óssea.

ABSTRACT

Canine visceral leishmaniasis, caused by the protozoa Leishmania infantum, is routinely diagnosed in veterinary practices by serological assays. Complementary diagnostic methods have been employed in association with serology. In this study, parasitological diagnostic methods were evaluated for the diagnosis of canine visceral leshmaniasis in a veterinary hospital. From 2005 to 2009, 214 dogs were subjected to serology. The diagnosis was complemented with cytology of bone marrow and/or poplite us lymph node, and immune histochemistry on biopsy sections from ear skin. The data was statistically analyzed by Kappa and Fisher’s exact tests. The results indicate that cytology is more efficient that immune histochemistry for identification of Leishmania sp. amastigotes.
Keywords: Leishmania sp., cytology, immuno histochemistry, lymph nodes, bone marrow.

20ago/15

Esporotricose Felina – Aspectos Clínico-epidemiológicos: Relato de Casos (Cuiabá, Mato Grosso, Brasil)

RESUMO

Esporotricose é zoonose causada pelo fungo dimórfico Sporothrix schenckii, que é encontrado, preferencialmente, em solo rico em material vegetal em decomposição. No Brasil, é a segunda micose profunda de maior ocorrência. A forma usual de infecção é através da inoculação intracutânea do agente patogênico e raramente por via respiratória. A espécie felina tem sido descrita na literatura científica como fonte de infecção para o homem. Descrevem-se, no presente relato, os dois primeiros casos clínicos de esporotricose felina em Cuiabá, estado de Mato Grosso. Os dois gatos conviviam no mesmo ambiente, sendo um siamês, macho, com quatro anos de idade e o outro, sem raça definida, fêmea, com sete anos de idade. Os dois animais apresentavam dermatopatia alopécica pústulo-crostosa, principalmente na face. O diagnóstico clínico foi confirmado pelo exame histopatológico. Enfocam-se aspectos clínico-epidemiológicos referentes aos dois casos.
PALAVRAS-CHAVE: Zoonoses; Doenças do gato; Dermatomicoses; Esporotricose.

ABSTRACT

Sporotrichosis is a zoonosis caused by the dimorphic fungus Sporothrix schenckii, that is preferentially found in soil rich in mouldering plants. In Brazil, it is the second most common deep mycosis. The usual form of infection is through cutaneous inoculation of the pathogenic agent, and rarely through the respiratory system. The feline species has been described in scientific literature as a source of infection for man. This report describes the two first clinical cases of feline sporotrichosis found in Cuiabá, Mato Grosso. The two cats shared the same environment. One was a siamese male, four years old, and the other, a female of undefined race, seven years old. Both animals presented alopecic pustular scabbed dermatopathy, especially in their faces. The clinical diagnosis was confirmed by the histopathological exam. Clinical epidemiological aspects referring to both cases are focused on.
KEYWORDS: Zoonosis; Cat diseases; Dermatomycoses; Sporotrichosis.

03jul/15

Malasseziose: a Necessidade de se Pesquisar as Espécies Lipodependentes em Medicina Veterinária

RESUMO

Esta revisão versa sobre a importância das leveduras do gênero Malassezia em Medicina Veterinária. Aceita-se que M. pachydermatis, embora constituinte da microbiota de animais, seja importante agente de otites e dermatites, principalmente em cães e gatos. Entretanto, trabalhos recentes apontam que outras espécies do gênero podem estar associadas a processos patológicos em pequenos animais. Ressalta-se portanto, como premente, a pesquisa de todas as espécies de Malassezia, mesmo as lipodependentes, no diagnóstico micológico veterinário, uma vez que a metodologia de rotina adotada pelos laboratórios só permite o isolamento de M. pachydermatis.
PALAVRAS-CHAVE: Malassezia; Malassezia pachydermatis; Otite/veterinária; Éctima contagioso; Micoses.

ABSTRACT

This is a review about malasseziosis in Veterinary Medicine. Malassezia pachydermatis is a part of the normal cutaneous and ear canal microflora, although this yeast may become pathogenic, causing otitis and dermatitis in dogs and cats. Recent papers show that other species in that genre can be isolated from pathologic process in pets. Therefore, it is necessary to emphasize the research of all species, including lipodependents, for a mycological veterinary diagnosis.
KEYWORDS: Malassezia; Malassezia pachydermatis; Otitis/veterinary; Ecthyma contagious; Mycoses.