05out/15

Etiopatogenia, diagnóstico e tratamento da otite externa canina:revisão

RESUMO

A otite externa é a inflamação do conduto auditivo externo que resulta de uma complicada etiologia multifatorial. Dentro dessa variada etiologia podemos destacar os fatores predisponentes, os fatores primários e os fatores perpetuantes. Em casos de doença aguda a eliminação da causa primária pode ser suficiente, mas na doença crônica é necessária uma pesquisa cautelosa em busca de fatores predisponentes e perpetuantes que agravam a condição e impedem sua resolução. Cerca de 40% dos cães são acometidos por essa afecção. As principais características clínicas incluem eritema, edema, crostas alopecia, otorréia, odor desagradável e dor à palpação da cartilagem auricular. O tratamento pode ser apenas tópico, em casos de otites agudas e simples, mas também pode englobar o uso de antibióticos e glicocorticóides sistêmicos para os casos crônicos e recidivantes. O presente trabalho teve como objetivo revisar a etiopatogenia, o diagnóstico e os tratamentos mais atuais para otite externa canina.
Palavras-chave: otite externa, cães, etiologia, diagnóstico

ABSTRACT

Otitis externa is an inflammation of the ear canal that results from a complex multifactorial etiology. Within this varied etiology can highlight the predisposing factors, the primary factors and perpetuating factors. In acute cases the elimination of the primary cause may be sufficient, but in chronic disease requires a careful search for predisposing and perpetuating factors that aggravate the condition and prevent its resolution. If the onset is gradual and unilateral otitis, it is important to evaluate the possibility of neoplasia. About 40% of dogs are affected by this condition. The main clinical features include erythema, edema, crusting, alopecia, ear discharge, unpleasant odor and pain on palpation of the auricular cartilage. Treatment may be just topic, in cases of acue ear infections, but can also encompass the use of antibiotics and glucocoticoids for chronic and recurrent cases. This study aimed to review the pathogenesis, diagnosis and the most current treatments for canine otitis externa.
Keywords: otitis externa, dogs, etiology, diagnosis, treatment

05out/15

Eritema multiforme em cão

RESUMO

O eritema multiforme é uma doença incomum na prática dermatológica de pequenos animais e se manifesta como uma desordem inflamatória caracterizada por lesões de diferentes apresentações em pele e/ou mucosas. Acredita-se que esta dermatopatia em cães seja mais comumente associada à hipersensibilidade medicamentosa, e, em menor escala, relacionada a neoplasias, infecções e idiopática. O objetivo do presente artigo é relatar um caso de Eritema Multiforme (EM) num canino, fêmea, sem raça definida, com doze anos de idade, apresentando problemas na pele e conduto auditivo durante um período anterior de três meses. As lesões tinham aspecto de placas eritematosas com centro mais claro, em forma de alvo, envolvendo pele e mucosas; os condutos auditivos apresentavam secreção purulenta abundante. Após o diagnóstico clínico presuntivo de EM, foi realizado exame histopatológico que confirmou a suspeita. O animal recebeu corticoterapia sistêmica e medicação otológica tópica apresentando remissão significativa das lesões.
Palavras-chave: canino, eritema multiforme, corticoide, doença auto-imune

ABSTRACT

Erythema multiforme is an uncommon disease in small animal dermatology practice and occurs as an inflammatory disorder characterized by different presentations skin and/or mucous membranes injuries.It is believed that this skin disease in dogs is usually drug hypersensitivity associated, and to a lesser extent, related to cancer, infections, and idiopathic. This paper aims to report an erythema multiforme case in a female, mixed breed, with twelve years old dog with skin and ear disorders for about three months. Lesions’s appearance were erythematous plaques with central ligther-shaped target, involving skin and mucous membranes. The auditive canal had abundant purulent secretion. After the presumptive clinical diagnosis of Erythema multiforme, histopathologic examination has performed which confirmed the suspicion. The animal received oral corticosteroids and topical ear medication that resulted in significant remission of the lesions.
Keywords: canine, erythema multiforme, corticosteroids, autoimmune disease

05out/15

Esteatocistoma simples/múltiplo em um cão? Aspectos morfológicos e imuno-histoquímicos

RESUMO

O Esteatocistoma simples é uma condição raramente descrita em humanos que se apresenta como nódulos solitários, dérmicos, firmes usualmente menores que 0,5 cm e que podem envolver as glândulas sebáceas especializadas. Acredita-se que a forma solitária seja uma neoplasia benigna, não-herdável, originária de uma má-formação nevóide da junção ductal pilo-sebácea. O objetivo deste relato de caso é descrever os achados clínico-patológicos de uma lesão cutânea em um cão da raça Cocker Spaniel Inglês de oito anos de idade, similar ao Esteatocistoma simples/múltiplo humano, além de enfatizar a importância de estudos comparativos envolvendo as unidades pilossebáceas caninas.
Palavras-chave: esteatocistoma, sebáceo, pele, ducto, cão.

ABSTRACT

Steatocystoma simplex is a rare condition described in humans, which present as solitary, firm dermal nodules that are usually less than 0.5 cm in size and can involve the specialized sebaceous glands. When solitary, it is considered a non-heritable benign adnexal tumor thought to originate from a naevoid malformation of the pilosebaceous duct junction. The objective of this brief communication is to describe the clinicopathological findings of a cutaneous lesion resembling human steatocystoma simplex/multiplex in an 8-year-old male English Cocker Spaniel dog and emphasize the importance of more comparative studies regarding pilosebaceous units in dogs.
Keywords: steatocystoma, sebaceous, skin, duct, dog.

05out/15

Estudo retrospectivo de identificação de bactérias isoladas em otites de cães e seu perfil de susceptibilidade nas cidades: Rio de Janeiro e São Paulo

RESUMO

Foi realizado um estudo retrospectivo em amostras de culturas otológicas de cães no Município do Rio de Janeiro, que incluiu 433 amostras realizadas no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2009, e no Município de São Paulo, que contou com 620 amostras realizadas no período de janeiro a dezembro de
2009. O objetivo foi comparar os resultados obtidos com a literatura existente, no que concerne as espécies bacterianas encontradas e a sua susceptibilidade antimicrobiana, atualizando e direcionando melhor a conduta médico-veterinária nas infecções otológicas de cães dessas regiões. O micro-organismo mais isolado no Rio de Janeiro foi Pseudomonas aeruginosa e o antimicrobiano com maior porcentagem de susceptibilidade foi a ciprofloxacina, com 84,4% de culturas sensíveis, seguida por enrofloxacina (58,8%) e polimixina B (56,8%). Em São Paulo, na maioria das colônias cresceu Staphylococcus intermedius e os antimicrobianos mais susceptíveis foram a tobramicina (74,7%), a gentamicina (73,6%) e a enrofloxacina (68,3%).
Palavras-chave: cão, otite, antibiograma, Staphylococcus sp, Pseudomonas aeruginosa.

ABSTRACT

A retrospective study was conducted on samples from cultures of ears of dogs in Rio de Janeiro city, which included 433 samples from January 2007 to December 2009, and 620 samples in São Paulo city, from January to December 2009. The objective was to compare the results with the existing literature regarding
the bacterial species isolated and their antimicrobial susceptibility, in order to improve the therapeutic profiles for ear infections in dogs in these regions. The microorganism most frequently isolated in Rio de Janeiro was Pseudomonas aeruginosa and the highest susceptibility was to ciprofloxacin (84.4%), followed by enrofloxacin (58.8%) and polymyxin B (56.8%). In São Paulo, Staphylococcus intermedius was the most frequently isolated species, and the highest susceptibility was to tobramycin (74.7%), gentamicin (73.6%) and enrofloxacin (68.3%).
Keywords: dog, otitis, susceptibility test, Staphylococcus sp, Pseudomonas aeruginosa.

05out/15

Fibropapiloma cutâneo (sarcóide) felino: relato de caso

RESUMO

O fibropapiloma cutâneo é uma rara neoplasia benigna, que acomete principalmente gatos jovens, residentes de áreas rurais com exposição a bovinos, equinos e ovinos. Esta neoplasia caracteriza-se por nódulos, únicos ou múltiplos, de tamanho variável observados principalmente em membros, face, dígitos e região abdomino-ventral e cervical. O fibropapiloma felino possui varias similaridades com o sarcóide equino, sendo associado, como este, a infecção pelo papilomavirus bovino tipo I. O contato com bovinos e equinos doentes, seria a principal fonte de transmissão da doença, justificando sua maior prevalência em animais de zona rural. Como em eqüinos, metástases são raras, embora a recorrência local seja comum. A freqüência e a ocorrência desta neoplasia é indeterminada devido ao seu caráter auto-limitante, ao grande número de diagnósticos diferencias e por acometer gatos de zona rural, os quais possuem menos acesso a avaliação veterinária. Este trabalho tem como objetivo descrever um caso clínico de fibropapiloma felino (sarcóide felino) de um animal atendido no hospital veterinário da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.
Palavras-chave: Fibropapiloma, Sarcóide, felino, papilomavírus.

ABSTRACT

Cutaneous fibropapilloma is a rare benign skin tumor that mainly affects young cats that live nearby rural areas with exposure to cattle, horses and sheep. This neoplasm is characterized by the presence of single or multiple nodules with different sizes observed mainly in the limbs, face, digits, and abdominal, ventral and cervical regions. Feline fibropapilloma has several similarities with the equine sarcoid and is associated to infection with bovine papillomavirus type I. The main source of transmission of the disease is the contact with sick horses and cattle, what justify the higher prevalence in animals of the countryside. Presence of metastasis is rare in both cat and horse, although local recurrence is common. The frequency and occurrence of this tumor are unknown due to its self-limiting characteristic, the large number of differential diagnoses and the fact that it affects cats from rural areas, which consequently have less access to veterinary evaluation. This study aimed to describe a case of feline fibropapillomatosis (feline sarcoid) treated in the veterinary hospital of Pontifícia Universidade Católica do Paraná.
Keywords: Fibropapilloma, sarcoid, feline, papilomavirus.